skip to Main Content

Primeiros 2 meses na Tailândia como Nomade Digital – Opinião, Bom e Mau

Como foi este o começo do blog, não preciso falar muito acerca de ter vindo para a Tailândia para começar uma jornada de “Nomade Digital”, ciente das dificuldades deste estilo de vida, até porque não vivemos de fotos no instagram e sim dos nossos projetos e serviços, decidi relatar tudo neste blog e como tal, não poderia de deixar de dar a minha opinião, sobre o que achei bom, mau e assim a assim acerca deste primeiro mês e 20 dias de experiência.

Ainda não estou aqui há muito tempo, pelo que a minha opinião não é uma verdade absoluta, baseado no que vejo, faço e sinto acerca daqui. Então, espero que ninguém leve nada a peito e que respeitam a opinião de alguém que está aqui somente há quase 2 meses.

silom bangkok tailandia

Trânsito em Silom

Gosto de manter as coisas realistas, por isso não vou falar somente da parte paradisíaca que agrada a quem ganha em euros e gasta em Bahts, começando..

Distritos /Cidades onde fiquei semanas ou dias, e onde realmente trabalhei enquanto os explorava:

Para vos dar uma ideia dos locais que frequentei num tom abrangente, Bangkok já corri quase todas as cidades e bairros, eu tenho uma rotina deveras diferente, nos dias que acordo mais cedo em horario Thai, tenho por hábito entrar em um autocarro/onibus aleatório e sem destino, pago a tarifa máxima que geralmente ronda os 15-30THB e saio em algum ponto que agrade os meus olhos.

Ao sair, escolho uma das ruas pequeninas e vou explorando até há hora de almoço, onde acabo por escolher algum restaurante mais tradicionar para experimentar thaifood, comida chinesa ou algum outro tipo de coisa que para um “gringo” chamaria de exotico. E a experiência tem sido maravilhosa, todos os dias um sabor diferente.

Esta é a rotina que tenho levado, não é exatamente todos os dias, até porque por vezes trabalho num horário 7-9 horas diferente do horário Thai e acordo tarde sem tempo para o fazer, no entanto a cada 5 dias, talvez 3 eu faça esta rotina.

As cidades ou distritos que eu já estive, já explorei e trabalhei enquanto lá estava.

  • Bangkok (atual residência temporária) e onde foco mais em trabalhar arduamente, com uma saida quase todas as noites para um coffee shop aleatório, ás vezes a Internet fica bastante lenta e não dá muito certo eheh.
  • Petchaburi, fiquei na área das praias, o trabalho não me rendeu, dificuldades com o clima.
  • Rayong, 3 viagens diferentes, cidades diferentes de interior e litoral, trabalho de nivel “intermedio” , até porque investi algum tempo em conhecer e fiz uma centena de km.
  • Nonthaburi, como fica perto de “casa”, 1 vez ou outra dou um salto lá, até porque é mais barato que Bangkok e mais tranquilo e acabo por ficar a trabalhar num restaurante Vietnamita de um amigo local.

#chaam #beach #beachday #thailand #hot #top #sea #asia @#goodweather

A post shared by Jóni Oliveira (@joni08oliveira) on

Pontos Positivos

Começando pelo que há de melhor, aqui vão os pontos positivos, na sua maioria tenham em conta que falo de Bangkok, que é onde passo mais tempo e Bangkok é um pouco inflacionado em comparação a outros distritos. Exemplo: 1 banana em Bangkok custa quase o mesmo que 1Kg de bananas em Rayong.

✓ Pessoas simpáticas, algumas esforçam-se para nos entender

✓ Clima bom, ainda não senti frio

✓ Alojamento barato

✓ Comida barata (se comer em porções thai.. se for para “foreigner” style, fica a preço de semelhante ao de Portugal)

✓ Eles colocam camarão em tudo o que é prato (sorte que sou viciado)

✓ Ruas seguras, ás vezes ando com um macbook na mão sem capa sem me preocupar muito

✓ Transportes relativamente baratos

✓ A água das praias é quente e a areia é super fina

✓ Tem coffee shop 24 horas e muitas lojas 24 horas

✓ Tem placas em inglês na maioria dos locais, mas na sua maioria só em Bangkok

✓ A maioria dos locais tem cuidado na decoração da comida, mesmo locais baratos fazem umas coisas “bonitas” que agradam ao olhar – esta é para os #foodgramers‬

Preços da comida na tailândia

Preços da comida em Bangkok na Tailândia

rodizio japones tailandia

Rodizio Japonês com amigos Thai e Chineses em Bangkok, cerca de 9-10 euros por pessoa.

Pontos Negativos, alguns com solução

Agora, porque nem tudo é perfeito, alguns pontos negativos, uns com solução outros nem por isso.

✓ As ruas com street food são muito sujas, tropeçar num rato virou rotina.. especialmente depois das 20-22h.

✓ Por vezes a língua é um problema, o Inglês deles não é dos melhores e tem muita gente que não fala inglês.

✓ Um produto que um Thai paga 100 um estrangeiro se não estiver a par da língua paga 300

✓ A regra genericamente global dos taxistas te enganarem é alta, sorte que existe grab taxi e uber

✓ Por vezes a Internet, mesmo 4G não funciona bem… é um problema quando temos que usar o tempo todo

✓ Transportes precários, especialmente certos bus, tem 4 modelos diferentes, apenas um deles é relativamente bom

✓ A comida é barata, mas a quantidade é bastante reduzida, depois de fazer alguns km de exercício, tenho de pedir praticamente 3 pratos e porções extra de comida para não me sentir de barriga vazia.

✓ Para quem não está habituado a Bangkok, o trânsito pode ser um problema. Fui conhecer o Marcus Lucas aqui em Bangkok, a 10min do local onde estou atualmente e básicamente as ruas estavam calmas, decidi ir de Táxi, andamos ums metros e pronto, começou o transito caótico e os 2min de táxi viraram 20 minutos.

Curiosidades, opiniões, etc

✓ Infelizmente as pessoas dos países que são conhecidos pelos bons costumes, genericamente falando, “esquecem os bons costumes em casa”.

✓ Os vendedores de riqueza online são constantes, boa parte deles vive miseravelmente mal por aqui, aliás, sobrevive, mas como as coisas são mais acessíveis dá para “vender” luxo para os outros.

✓ Tem muita gente da “Internet” por aqui, o que é otimo

✓ Tem raio-x e seguranças na entrada do metro e de alguns shoppings, mas são as pessoas mais inuteis do mundo, olham para ti e deixam passar, se estiveres com uma bolsa ou mochila, é so abrir e eles fingem que olharam e passas.

✓ Se um taxista vir um Thai na rua e um Estrangeiro depois dele, ele vai parar para o estrangeiro e não para o Thai (genericamente falando, mas vi isso o tempo todo)

✓ Os tuktuk são os que praticam a maior diferença de preços absurdos entre Thais e estrangeiros

✓ As mulheres mais bonitas das ruas, geralmente não são mulheres, fisicamente falando ahahahahhahah Isto só porque perguntam sempre isto né? Ai está.

✓ Para quem tem de trabalhar com clientes BR, PT e US é um problema, especialmente se tiver de fazer o horário do cliente. Vive de morcego, eu tenho feito 3 dias horairo BR, 2 dias horário Thai, ao longo das semanas, mas ainda não me acostumei a isso.

#Bangkok #thailand #tuktuk

A post shared by Jóni Oliveira (@joni08oliveira) on

E pronto, para já esta é a opinião geral que tenho formado acerca daqui, tem muitas outras coisas, mas para já não me vou alongar muito, estou a tentar (ganhar coragem e perder a vergonha eheh) para gravar um vídeo falando de forma não tão abrangente 🙂

Se curtiste o que leste, dá um like para ajudar o blog a crescer e deixa um comentário. Se não curtiste, deixa comentário na mesma, será um prazer ouvir outras pessoas.

Obrigado pelo teu tempo e um abraço 🙂

Jóni Oliveira

Trabalho online por conta própria desde os 17 anos (2010) e desde então nunca tive um emprego comum. Sempre com ideias e projetos novos a serem lançados, posso dizer que hoje faço o que quero e o que gosto e ainda tenho a liberdade geográfica para morar onde bem entender, com uma simples ligação à Internet.

This Post Has One Comment
  1. Olá Joni, uma sugestão!!!
    Não sei se você tem os custos anotados, mas seria interessante fazer um post mostrando os custos diários que você tem por aí na Tailândia. Hospedagem, comida, transporte, etc.. O que acha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não percas nenhum post!
Enviarei email sempre que houver novidades!
Subscrever
Entra na lista, podes sair quando quiseres.
SEGUE o meu canal no YOUTUBE!.
VER CANAL
Videos de nomadismo digital e trabalho online no youtube
VER CANAL NO YOUTUBE
Back To Top